Saudação

Pesquisa

Pesquisa personalizada

Translate

English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Feito por www.AllBlogTools.com

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Será que realmente é fácil abandonar um vício?

      Eu costumo brincar dizendo que eu não tenho vícios porque eu os abandono antes de começá-los! Eu sou viciado em não ter vícios!!!
     Agora, sério!
   Não basta apenas ter força de vontade para que se possa abandonar um vício, porque ela se introduz tão fortemente na personalidade da pessoa que a mesma a tem como se fosse um órgão vital, como o coração, pensando assim, a droga passa a ser "essencial" em sua vida, e sem ela; é "impossível se viver"!
    O vício provoca uma sensação virtual de superioridade, de inteligência, poder dentre outras coisas! Portanto, fica muito difícil abondonar algo que faz tanto "bem"!
    A pessoa viciada tem o seu sistema nervoso central em estado de torpor constante, desse modo, sua força de vontade fica tão fragilizada que é quase impossível evocá-la.
     A pessoa se vicia porque determinado produto causa uma sensação virtual de que se está bem, que se é muito especial,  "está com tudo", uma sensação prazerosa, portanto, porque não repetir essa sensação? No primeiro momento é assim, prazer e poder! No segundo momento, a consequência, dependência!
     O vício ao se agregar a pernsonalidade do indivíduo, alivia de certa maneira, as dores psíquicas e da alma!
      O viciado(a) se torna como um parafuso enroscado numa porca há tanto tempo que se tornam, praticamente uma só coisa!

Um comentário:

Adalberto Albuquerque disse...

Quero dizer com esse texto que é quase impossível se livrar de um vício estabelecido já há muito tempo, porém não digo que se deve passar a sobre a cabeça do viciado, tratando-o como coitadinho, um injsutiçado...

Postar um comentário